Conteúdo de Qualidade de Publicidade, Propaganda e Marketing :)

Gerações no mercado de trabalho: Características, conflitos e oportunidades

Gerações no mercado de trabalho: Características, conflitos e oportunidades

Tempo de leitura: 7 minutos

Baby boomers, X, Y, Z… são diversas as classificações de faixas etárias e podemos até ter contatos diferentes com cada uma delas, em relações familiares ou sociais.

Contudo, como você lida com esse encontro de gerações no mercado de trabalho? Sendo algo que deve ser lidado (e compreendido), uma percepção imprudente pode ser a causa de alguns conflitos organizacionais.

Atente-sem a seguir as características de cada grupo e como enxergar essa troca de conhecimentos da melhor forma, como oportunidades pessoais e de desenvolvimento da sua empresa.

A empresa deve saber tirar o máximo proveito de cada geração, o que é fundamental, no momento em que não há como classificar uma geração como boa ou ruim. Todas têm o valor a agregar muito valor à empresa.

As particularidades comportamentais das pessoas nascidas no mesmo período determinam uma geração. De acordo com a classificação brasileira, podemos dividi-las em quatro séries:

  1. Baby Boomers (1945 – 1964)

Nomeado devido a explosão demográfica causada com o encerramento da Segunda Guerra Mundial, este primeiro grupo cultiva principalmente valores como à família, trabalho e a moral. Preferem hierarquias rígidas a estabilidade, por isso, idealizam passar anos na mesma empresa.

  • Geração X (1965 – 1984)

Essa é a primeira geração a ter um maior preparo acadêmico e experiências internacionais. Marcada por importantes acontecimentos políticos e sociais, foi altamente influenciada pela programação da televisão e representa uma ruptura com a geração anterior.

Além disso, é visível o incentivo à autossuficiência, priorização do trabalho com flexibilidade e criatividade.

  • Geração Y ou Millennial (1985 – 1999)

Profissionais que nasceram próximos da mudança milenar são famosos por serem os nativos digitais, eles se desenvolveram em meio à era da informação e avanços tecnológicos. Sendo mais individualistas, apresentam um maior gosto por desafios, dinamismo, pensam na qualificação e possuem mais disposição para realizar as tarefas.

  • Geração Z (2000 – Atual)  

Esses profissionais são os mais novos atualmente, com no máximo 20 anos de idade, não conheceram o mundo sem internet. Estando sempre conectado, o jovem se desenvolve em meio à era da informação e visa oportunidades para que seu reconhecimento seja notado, além de ser mais realista e tão exigente quanto geração anterior.

Quando motivado, é comprometido e realmente busca contribuir para o crescimento da empresa. E, é claro, simultaneamente a isso ele desenvolve habilidades e experiência para sua carreira. É importante citar que o senso de responsabilidade social e ambiental deste grupo é enorme.

Agora que você conhece cada geração, lidar com ambas no mercado de trabalho ficará mais fácil! Não é novidade que as empresas sempre devem adotar medidas objetivas e que atendam todas as pessoas. E com o objetivo de evitar ao máximo atrito entre umas às outras, o papel do líder é muito importante!

Junto ao líder, o gestor dos membros das equipes dentro das empresas e dos profissionais de Recursos Humanos, devem ter a missão de extrair todo o potencial de cada geração e fazê-las cooperarem entre si. Algumas medidas são simples de serem tomadas quando envolvem profissionais de gerações distintas, e auxiliam na harmonia do seu ambiente de trabalho, como:

  • Buscar semelhanças em fatores sociais e culturais;
  • Construir lugares para convivência;
  • Criar planos de incentivos específicos;
  • Elaborar equipes com pessoas de gerações diferentes;
  • Estar sempre atento com as palavras, brincadeiras e advertências;
  • Instruir programas de mentoria sobre como gerir as carreiras;
  • Não tomar lado quando algum conflito acontecer;
  • Promover a troca de informações.

Que tal colocar em prática essas dicas? Comente aqui o que você achou!

Naila Galera
Naila Galera

Equipe de Conteúdo

Graduanda no curso de Bacharel em Marketing é responsável pela área de criação de conteúdo, desenvolve campanhas de inbound e marketing digital juntamente com a equipe da agência desenvolvendo textos de Redes Sociais, Blogs e Sites para grandes clientes.